CARTA ABERTA DA ASSOCIAÇÃO LATINOAMERICANA DE SOCIOLOGIA

ALAS

A Associação Latinoamericana de Sociologia, ALAS, deseja expressar sua profunda preocupação e seu repúdio aos visíveis sinais, situações e atitudes de discriminação ideológica, relacionadas com o momento político brasileiro e ao nível de polarização que vive esse país. Professores e profissionais associados a perspectivas críticas vêm sendo acusados de “comunistas” e “socialistas”, como se essas etiquetas representassem posições ilegais ou moralmente inadmissíveis em uma sociedade democrática, multi-ideológica e multi-partidária. Muitos destes profissionais estão sendo perseguidos e, eventualmente, licenciados em instituições privadas, como revela o caso do professor Paulo Cesar Ramos, cientista social, Mestre em Sociologia e doutorando nesta mesma área pela Universidade de São Paulo (USP), que foi recentemente licenciado da escola na qual trabalhava, sem explicações e sem justa causa, por pressão de pais dos alunos. Outro indício de que há uma ofensiva contra os professores  que buscam o caminho do esclarecimento e da reflexão é o recente discurso de algumas ONGs e de políticos no sentido de que os pais de família “defendam” seus filhos da “doutrinação” esquedista, feminista, dos direitos humanos e do pluralismo religioso. Alguns médicos deixam de atender meninos e meninas por serem filhos/filhas de pessoas vinculadas ao partido político do governo. Ações agressivas vêm ocorrendo nas redes sociais nas quais figuras públicas e personalidades conhecidas são hostilizadas simplesmente porque estão associadas à luta contra o “impeachment” da Presidenta Dilma, independentemente de seu vínculo a qualquer partido ou ausência de vinculação partidária. Nas últimas semanas acompanhamos a repercussão da Conferência dada pela Dra. Rita Laura Segato no III Ciclo de Debates do Grupo Interdisciplinar de Investigações Feministas (GPFEM) da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais – PUC-MG, cuji tema foi o “feminismo pós-colonial”. Nos preocupa a forma como essas atividades, os temas, o Grupo, a Dra. Rita Laura Segato, a coordenadora do GPFEM, a Dra. Anete Roese têm sido tratadas por parte de alguns grupos e setores conservadores da sociedade. Temos visto reações e manifestações com forte carga de violência, distorcendo tanto o conteúdo das atividades realizadas como o seu propósito, colocando em risco a liberdade de pensamento e a mesma produção acadêmica que é característica do espaço universitário. Reafirmamos la importância e o caráter imprescindível do trabalho desenvolvido pela instituição e pelo grupo, da mesma maneira que todos os espaços de debate e produção dos Estudos Feministas e de Gênero, particularmente quando são vítimas d processos inquisitoriais, o que por si só demonstra sua relevância. Como uma Associação Internacional de Estudos sobre a Sociedade, comprometida com os valores democráticos, com a liberdade e a igualdade para todas e todos. ALAS não pode  eximir-se do direito de chamar a atenção dos/das cientistas sociais brasileiros/as e latinoamericanos/as sobre o fato de que essas atitudes mantém uma relação não acidental com um momento histórico cruel e obscuro da história recente da humanidade, que se expressou no nazismo/fascismo, na perseguição política e social e no genocídio. Recomendamos, portanto, que a sociedade brasileira dê atenção a esses preocupantes indicadores e que as sociedades latinoamericanas englobadas pela jurisdição de nossa Associação expressem a sua inequívoca solidariedade às pessoas que estão sendo objeto de intimidações, discriminações e perseguição em razão de suas posições intelectuais críticas, de esquerda ou vinculadas aos movimentos sociais e populares na nossa região.

Representando o mandato da junta diretora que, reunida em Montevideo decidiu fazer este comunicado.

Leia também:

NOTA DA SBS (Sociedade Brasileira de Sociologia) SOBRE AS DEMISSÕES DE PROFESSORES E CENSURA AO ENSINO DE SOCIOLOGIA NA EDUCAÇÃO BÁSICA.

ANPOCS, SBS, ABA E ABCP EMITEM NOTA EM DEFESA DA EDUCAÇÃO E DA CIÊNCIA COMO POLÍTICAS DE ESTADO

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s