(Opinião) Não era House of Cunha, era GoT mesmo

Por Beatriz de Barros Souza

 

Muita gente não entendeu quando Eduardo Cunha mandou publicar uma carta ontem (10) manifestando seu profundo desagrado com a medida do seu substituto, Waldir Maranhão, de anular a sessão da Câmara do dia 17 de abril. Momentos antes, o Twitter vivia uma série inédita: #VoltaCunha

Mostrando toda a sua autonomia, o sr. Maranhão revogou na mesma noite aquele seu ato. Por isso, complemento minha análise anterior. Não era (só) House of Cunha. Era Game of Thrones (GoT) mesmo.

Com vocês, Cersei (Cunha) Lannister:

thumbnail_power-ispower

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s